segunda-feira, 20 de abril de 2009

Tudo ou Nada


Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, só tem um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, resta-nos quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho o de fazer mais nada.
Clarice Lispector

7 comentários:

JOÃO disse...

cara, fiquei tocado com esse post...

Arsênico disse...

Já desisti quiridjo... nem espero mais... Cansei...

***

Fabiano (LicoSp) disse...

eh, o jeito é desencanar... qdo vc menos espera tudo aparece. E qdo aparece um, aparece varios em seguida... odeooo.

c cuida e bjs do lico

Candy disse...

Eu estou no memento exato do texto. O momento de não fazer mais nada... Então sei bem o que é...
Bjs

FOXX disse...

ADORO esse texto

=]

FOXX disse...

naum, qrido
vc é alguém que está machucado, mas que o amor existe dentro de vc, porque onde ele existiu uma vez, ele deixa uma semente, que qndo regada, vai por raizes porque o solo é fértil...

e mesmo que o amor brote uma unica vez no seu coração, vc deveria se sentir agraciado por ter tido esse dom...

meu coração, no entanto, é terra seca e dura, que nunca conheceu o amor... e não sei mais se sou capaz de tanto...

Anônimo disse...

Desista não vale a pena...
É melhor assim...